domingo, 26 de abril de 2009

Versinho...

"Saudade é um parafuso
Que, na rosca, quando cai,
Só entra se for torcendo,
Porque batendo não vai.
E, se enferrujar por dentro,
Pode quebrar, mas não sai
."


Não sei quem é o autor desse poeminha, mas lembro que minha então colega de classe, Carol, no meu 1º ano no Cefet-Ba, recitou-o, nós duas sentadas na Praça Vermelha, à filosofar sobre a vida. E juro, é bem assim que hoje eu sinto a saudade, um parafuso que enferrujou por dentro desta rosca frouxa que é o coração...

[Why does it always rain on me? - Travis]

4 comentários:

Aline Shinoda disse...

Não o poeminha, mas a música: sempre tive vontade de escutá-la. Acho que vou fazer isso agora...
Ah! E antes que eu corra para o youtube: eu também sinto a saudade assim!

Visions of Eternal Solitude disse...

Saudade de quem amiga?? uiii ^^

Garotinha Jê disse...

saudade de uma época, de pessoas, de cheiros... de tanta coisa!
=/

Alé wind disse...

Ai que munitinho!